Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ver Através da POC

Relatos da minha vida com a Perturbação Obsessiva Compulsiva ( POC / TOC / OCD ) e a Depressão (Depression).

Ver Através da POC

Relatos da minha vida com a Perturbação Obsessiva Compulsiva ( POC / TOC / OCD ) e a Depressão (Depression).

Não chores!!

28.06.20, Eva Monte
  Não chores quando morrer, tive a alegria de em ti caber. Arrasto-me, há tanto, num lamaçal de sofrimento. Já nada há, que me dê alento. Sinto-me num beco sem saída, perdi qualquer sentido na vida! O que tinha para viver, já vivi. Sabes que fui ficando por ti. Mas já não te faço bem como antes. Vou, porque, quero que me ames! Não vou deixar que por mim esmoreças. Prendo-te numa vida, que peço, que te esqueças. Mato-me todos os dias e a ti também! Já não (...)

Estou aqui!!!

21.06.20, Eva Monte
  Todos os dias, passas na minha rua e vejo-te pela janela. Fico-me só a espreitar-te, escondida por ela. Por vezes, um “Bom dia. Tudo bem!!” recíproco. Um sorriso, um acenar… para não haver equívoco.   Expressão vazia, não me enganas com esse esgar, nem teus olhos sorriem quando me estás a olhar. Há dias em que parece, que me pedes socorro, não sei se fique ou se atrás de ti corro! Tenho vergonha que me aches intrometida, que penses que quero invadir a tua vida.   (...)

Uma Nova Vida!!

16.06.20, Eva Monte
  Já fui velhinha, mas, depois, cresci! Tive quase de morrer, para desejar renascer! Na solidão da velhice, vi o que, realmente, importa. Tenho limite de vidas e o tempo voa pela porta! Agarro no que a dor me ensinou e tudo o que consegui aprender. Deixo para trás o passado e, de novo, criança vou ser! Da outra vida, trago só o que de bom ela me deu, quem dividiu a minha dor e comigo cresceu. O mundo é tão colorido, tem tanto para me oferecer. Liberto-me de todo o resto, (...)

Não percas o Tempo!

12.06.20, Eva Monte
Que hei de te escrever? Acho que está tudo dito! Sabes que irás sempre perder e que o teu mundo é finito! Por isso não entendo, porque andas sempre estafado, a correr atrás de um tempo, que sabes vai ser apagado! Sentes-te bem sucedido, quando vês o teu império! Mas vives morto por dentro, sem entusiasmo ou mistério. Sabes bem lá no fundo, o que te dá prazer. Mas entregas-te à ditadura, do que "tem de ser"!! Como um fantoche, a cumprir, esqueceste-te de existir! Com o fogo da (...)

O que é para mim a Depressão!!

08.06.20, Eva Monte
  A Depressão é uma entidade nosológica descrita desde há longa data. No DSM V podemos encontrar os critérios de diagnóstico de Perturbação Depressiva. De fácil leitura e compreensão e elaborado pela Associação Americana de Psiquiatra é um dos manuais mais utilizado pelos profissionais de saúde para a classificação das Doenças Mentais. Deixo um link, para leitura, na versão em Português do Brasil: ht (...)

Um Conto ... sobre a Saudade!

02.06.20, Eva Monte
Sentada no muro, do bosque que me viu crescer, tento admirar, por entre as árvores, o sol e o entardecer. Com o ofuscar do dia, perdia o meu olhar no imenso daquele lugar… e bons momentos tentava recuperar. Mas como ir buscar o passado? Era tão bom, se pudessem estar todos, de novo, aqui ao meu lado. Sozinha, as lágrimas da saudade escorriam pelo meu rosto e revoltava-me, comigo mesma, por deixar-me sempre sofrer pelo que já não posso ter. É então que, de repente, vi um (...)

Viver a Dois

01.06.20, Eva Monte
  Como um sussurro, entraste na minha vida, emanavas uma paz, que me fez cativa. Qual brisa fresca, invadiste meu espírito sufocado. Contigo, todo o meu mundo, ficou transformado.   Ainda me prendes no teu amendoado olhar, Ainda é o teu sorriso que me faz emocionar.  Conversas fluidas, perdidas no tempo, silêncios tranquilos, sentidos ao vento. Rimos como uns perdidos, por qualquer disparate, em cada beijo prolongado, flutuamos até Marte. Conversamos a sonhar, (...)

O Meu Primeiro Beijo!

31.05.20, Eva Monte
À conversa com o computador a 31 de maio de 2020   “Quando preciso de descanso gosto de me refugiar em momentos bons do passado que guardo, na minha memória, como fotografias. Deleito-me a observar cada pormenor que parece fazer o coração, de igual modo, disparar.   O meu primeiro beijo… ninguém esquece o seu primeiro beijo!   O meu foi numa tarde solarenga do mês de junho, mais precisamente, a 28 de junho de 1994.   Cabelo alourado, ligeiramente ondulado, que bailava (...)

Deixem-me morrer!

29.05.20, Eva Monte
Deixem-me morrer, Nem que seja, por um tempo! Deixem-me morrer!!! Sei que é árduo entender tamanho tormento! Nem que seja, por um momento, Deixem-me morrer!!! Mais que tristeza, um vazio, que me rouba de mim. Um cansaço, um desvario que parecem não ter fim! Como o mar com a sua onda embate em mim por investidas! Luta penosa e longa, vai criando suas feridas. Há dias, não sei como invento, forças para continuar. Mas não há auxílio, nem alento Se o que espero de mim (...)

Asas Quebradas

26.05.20, Eva Monte
Sempre voei pelos céus, com umas asas de brincar! Qual águia, voava contra o vento, até onde pudesse planar. Vista lá do alto a terra é mais plana. Longe do mundo, decifrava a minha alma. Do céu vi os percursos, que sonhava galgar, impunha a mim a firmeza de os edificar. Conquistei a vida a pulso, calando o medo que ao ouvido sussurrava! Deslumbrei-me com a minha obra, consegui ser o que sonhava! Construí um ninho em terra, um lar onde voltar. Mas, ao longo da minha vida, (...)